Nutricosméticos: os amigos da beleza

Escrito por: -

Celso Gitahy / Flickr

Beleza de dentro para fora, sim! O uso dos nutricosméticos é comum lá fora e está pegando força aqui pelo Brasil. Sabe aquela máxima que diz “você é o que você come”? Não faz muito tempo que nos demos conta de que é praticamente impossível manter uma dieta balanceada e rica em nutrientes com a rotina corrida que mantemos. Resultado? Correria percebida na pele através de acnes, celulites, obesidade e todas aquelas alterações que nós odeamos e tentamos combater.

Para dar uma forcinha, a ciência moderna se encarregou de nos presentear com os nutricosméticos, uma revolução na medicina estética. Hoje, eles são muitos e tem variadas funções, Temos versões para combater o envelhecimento precoce, a acne, celulite, proteger a pele dos efeitos da exposição solar, tratar a pele e inclusive, diminuir as gordurinhas indesejadas.

Conhecidos como “cápsulas da beleza”, por trazerem em sua composição os nutracêuticos (complexos vitamínicos, nutrientes e substâncias essenciais para o corpo) necessários ao bom funcionamento do organismo, esses produtos suprem nossas necessidades básicas e, assim, tornam a pele, cabelos e unhas mais bonitos e saudáveis.

Segundo a especialista em nutrição clínica pela Universidade Federal do Paraná, Luisa Wolpe, os nutricosméticos complementam o trabalho realizado na cabine de estética. Mas, calma. Nada adianta você correr para comprar se não seguir uma rotina de qualidade de vida. “Apenas a ingestão do suplemento é ineficiente no caso de um tratamento estético. O nutricosmético deve estar associado a uma alimentação saudável e à prática regular de exercícios físicos. Quando isso não ocorre, significa que o organismo utilizou os componentes do nutricosmético para alguma deficiência nutricional causada pelos maus hábitos, e não para fins de correção de imperfeições estéticas”, revela a nutri.

Esperando a dica? A linha de nutricosméticos da Buona Vita traz produtos para diversos problemas e públicos, incluindo aí suplementos para homens e mulheres um pouco mais maduros – a partir dos 40 anos – que precisam de uma quantidade maior de nutrientes para minimizar as ações do tempo, que, muitas vezes, trazem com elas algumas imperfeições estéticas.

Votar no artigo:
Nenhum voto. Seja você o primeiro!