Vaso de 7 ervas protege a casa: saiba como fazer

Escrito por: -

como fazer um vaso de 7 ervas

Já ouviu falar daquelas pessoas que têm tantos problemas, inveja e frustração que parecem “carregadas” de energias negativas? Pois elas podem muito bem estar espalhando essa energia nociva na sua casa ou no seu comércio! Quando essas energias negativas se instalam, deixam os ambientes e as pessoas alteradas, doentes, perturbadas, irritadas, sonolentas, provocam mal estar, podem causar brigas, desentendimentos, quebra de aparelhos domésticos, pequenos acidentes e outros males. Ou seja, parece que tudo dá errado.

Uma maneira de proteger um ambiente dessas vibrações é fazer um vaso de sete ervas. São elas: Arruda, comigo-ninguém-pode, pimenta, espada-de-são-jorge, manjericão, alecrim e Guiné.

A espada, com suas folhas em forma de lança, sugere coragem para enfrentar a batalha, a pimenta protege da inveja e a arruda espanta todo tipo de mal. O manjericão e a Guiné são as responsáveis pela purificação do ambiente e limpeza espiritual. O manjericão acalma e traz paz, afastando os pensamentos negativos. Já a Guiné atua na limpeza espiritual do ambiente, purificando todo o espaço onde fica. A comigo-ninguém-pode atrai sabedoria para conquistar o que se deseja, já o alecrim atrai a energia positiva do universo.

Para fazer o vasinho siga o passo-a-passo:

1 - Pegar um bom vaso de barro, revestido de plástico por dentro, com um furo no fundo (para drenagem da água);

2 - Cobrir esse furo com um caco de telha, para ele não entupir;

3 - Pôr uma camada (de uns três centímetros) de pedregulho de pedreiro (ou pedra parecida);
4 - Uma camada de areia de construção para cobrir as pedras;

5- A camada de terra que vem em seguida deve ser bastante porosa e fértil (de preferência orgânica ou com húmus de minhoca) e ter um pouco de areia para não haver compactação;

6 - Colocar as mudas, que devem ficar pelo menos um dedo abaixo da borda do vaso;

7 - A  comigo-ninguém-pode, bem invasiva, tende a crescer para os lados. Deve então ficar do lado oposto à espada-de-são-jorge, que também é invasiva e precisa ser sempre desbastada. Arruda vai no meio do vaso. Se a gente imaginar uma cruz atravessando o vaso, num ponto da cruz vai o comigo, no lado oposto, a espada. Na outra linha da cruz vai o alecrim, que gosta pouco de água. No outro, o manjericão, mais favorável à umidade. A pimenta deve ficar entre o alecrim e a espada, enquanto a guiné se coloca entre a espada e o manjericão.

Colocar terra só até o nível da raiz (sem encobrir o caule), regar bastante e cuidar. Um vaso de 7 ervas bem cuidado dura de um ano e meio a dois anos, e pode ir sendo renovado com substituição das mudas que vão fenecendo (como pimenta). Deixado à vontade, depois de certo tempo fica só com três plantas: espada, comigo e guiné (ou alecrim). As outras desaparecem.

Um ótimo local para colocar o vaso de sete ervas, é perto da porta de entrada, pelo lado de fora da casa ou empresa. O vaso de sete ervas irá segurar e repelir todas as energias negativas que iriam para este ambiente! Agora sim você pode começar o ano bem protegido!

Fonte: Globo Rural e Luciana Vieira

Foto: Ig

Votar no artigo:
Nenhum voto. Seja você o primeiro!  
 
  • nickname Commento numero 1 su Vaso de 7 ervas protege a casa: saiba como fazer

    Posted by:

    Será que fica? Publicado Date —