Terapia Fotodinâmica: novidade no tratamento da acne, doenças de pele e rejuvenescimento facial

Escrito por: -

Em brancoSe você já tentou de tudo, mas suas espinhas não desaparecem ou teimam em voltar, tem uma novidade chegando por aqui. Trata-se da Terapia Fotodinâmica, um tratamento que trata além de acnes, doenças de pele e rejuvenescimento facial.

O novo tratamento será um dos temas abordados no próximo Congresso Brasileiro de Cirurgia Dermatológica, organizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), que acontece entre os dias 21 e 25 de abril de 2010, no Rio de Janeiro.

A terapia fotodinâmica pode ser usada em casos de células cancerosas ou pré-cancerosas, para tratar ceratoses actínicas, acne, rosácea e até mesmo no rejuvenescimento facial. Quantos usos, não? Leia o comentário do Dr. Maurício Mendonça (CRM-SP 78687), médico dermatologista e Secretário da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).

“Hoje, além do tratamento de vários tipos de tumores da pele, onde já era utilizada, a Terapia Fotodinâmica ampliou seu potencial uso no auxílio do controle de doenças como a acne e consolidou-se também como mais uma opção no manejo do rejuvenescimento cutâneo”

Os detalhes abaixo foram apresentados pelo Dr. Maurício Mendonça:

1. O que é a terapia fotodinâmica? Que tipo de tecnologia é empregada nesse tratamento?

A Terapia Fotodinâmica é um tratamento que emprega uma droga fotosensibilizante, nos caso dos procedimentos dermatológicos, o MAL (Metil Amino-levulinato) e o ALA (Ácido Amino Levulínico) e uma fonte de luz (laser, LED ou LIP) usada para ativar a substância aplicada.

2. Como ela funciona/age sobre a pele?

A droga aplicada (em creme ou com aplicação intravenosa) capta a irradiação de uma luz muito intensa e direcionada para a área a ser tratada, gerando radicais livres somente nas células “doentes”, provocando sua destruição.

3. Para quais casos ela é indicada? Existe limite de idade?

A Terapia Fotodinâmica pode ser aplicada para destruir células cancerosas ou pré-cancerosas de tumores de pele que NÃO o melanoma. Pode ser também empregada no tratamento de ceratoses actínicas, acne, rosácea.

4. Quem tem “pintas” hereditárias pode realizar este tratamento? Por quê?

A Terapia Fotodinâmica não é indicada para o tratamento de pintas, pois estas são as lesões de pele que têm alguma chance de se tornarem melanomas, e a terapia fotodinâmica não pode ser usada em melanomas.

5. Será apresentada alguma novidade nesta área durante o Congresso da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica?

Serão apresentadas novas técnicas para manejo da dor durante o tratamento, pois a aplicação da luz pode ser dolorosa e pouco tolerável para alguns pacientes. Com as novas técnicas de resfriamento da região tratada, esta terapia fica muito mais tolerável mesmo para as pessoas sensíveis.

6. Como a terapia fotodinâmica contribui ou atua no rejuvenescimento facial?

Os trabalhos neste assunto mostram que na pele com grande dano solar e muitas áreas espessas, a terapia fotodinâmica é capaz de melhorar o aspecto danificado pelo envelhecimento solar.

Via: Prestige
Foto: Flickr

Votar no artigo:
Nenhum voto. Seja você o primeiro!