Qual a idade certa para cada exame ginecológico?

Escrito por: -


Todo mundo aqui sabe que a gente tem que ir no ginecologista a cada seis meses para realizar exames e checar a saúde, certo? O que muita gente não sabe é que alguns exames são desnecessários até certa idade.

Para que a gente não fique nervosa sem necessidade, a Dra. Lana Maria de Aguiar, pós-doutora em ginecologia e obstetrícia pela USP, fez uma lista dos exames necessários em cada fase da vida da mulher. Vale a pena ficar de olho e conversar com seu médico de confiança. Confere aí:

Adolescência - O exame ginecológico da adolescente dependerá da história clínica e de suas queixas. Se já iniciou atividade sexual, é necessário o exame de prevenção do câncer do colo do útero (Papanicolaou), que será iniciado dois anos após a data da primeira relação sexual.

Dos 20 aos 30 anos - Dos 20 aos 30 anos, deve ser feito o exame ginecológico clínico com exames das mamas/exame especular (com aparelhinho) e toque, além do Papanicolau.

Dos 30 aos 50 - Aos 35 anos poderá ser feita a primeira mamografia, de acordo com o NIH – National Institute of Health, e a seguir aos 40 anos.

Dos 40 aos 50 - Após os 40 anos, as mamografias poderão ser feitas a cada 2 anos.

Dos 50 em diante - Após os 50 anos de idade ou quando a paciente estiver na menopausa, poderá fazer densitometria óssea para verificar a presença de osteoporose, além da mamografia anual e da citologia oncótica (Papanicolaou). Ultrassonografia para controle do endométrio (membrana de dentro do útero) e dos ovários deverá ser feita. Sempre o exame clínico com palpação da tireoide e mamas deve complementar o restante do exame ginecológico, além da medida da pressão arterial. Também nessa ocasião poderá ser feito exame para prevenção de câncer de intestino (colonoscopia) ou ser orientada a procurar o médico especialista de intestino (proctologista), que orientará quanto a esse exame.

Fonte e foto: IdMed

Votar no artigo:
Nenhum voto. Seja você o primeiro!