Logo Cidade Internet

Todos os artigos com a tag cosmetologia

Capsulas de beleza: como funcionam?

Publicado por Cristiane Ckless

Cápsulas de beleza: como funcionam?

Apesar dos suplementos vitamínicos e de minerais já existirem há muito tempo, as capsulas de beleza são uma novidade no campo da cosmetologia e possuem um diferencial, que não se trata de apenas uma carinha nova ao suplemento, mas sim uma vantagem e tanto, elas prometem uma absorção bem mais eficaz pelo organismo. E aí Marias, é ou não o máximo?
 
Os suplementos já conhecidos por todos, possuem todas as vitaminas e minerais importantes para o bom funcionamento do organismo, porém muito se perde durante o metabolismo que é mais difícil para esse tipo de suplemento. As capsulas de beleza nada mais são do que suplementos que repõem apenas o que o organismo precisa, sem provocar excesso de nenhum nutriente.
 
Mas o que são as capsulas de beleza?
 
Na verdade as tais capsulas da beleza, são pílulas muito coloridas que possuem minerais, carotenoides, flavonoides, vitaminas e minerais, que têm por objetivo suprir as carências nutricionais e desta forma permitir a beleza dos cabelos, fortalecimento das unhas, melhora no viço da pele e muito mais, e a beleza adquirida de dentro para fora!
 
De acordo com a dermatologista Mônica Aribi, o interessante é o que se pode esperar desse tipo de comprimido. “Trata-se de um conceito de beleza de dentro para fora, que associa a boa condição da pele com a saúde”, disse.
 
Vale destacar que no Brasil o líder neste tipo de produto é a L’Oréal, com a Innéov, que já há algum tempo oferece cápsulas para os cabelos, pele, entre muitos outros.
Cada vez mais as indústrias dermatológicas se preocupam em produzir essa linha de cosméticos, e com isso o consumidor sai ganhando por ter a sua disposição maiores opções em produtos.
 
Fonte: Isto É
© Foto Getty Images - Todos os direitos reservados

Propriedades do óleo de abacate na Cosmética e na Medicina

Publicado por Renata Fraia

Em BrancoUma das lembranças mais fortes que tenho da faculdade de Farmácia foi quando, em uma aula de laboratório em que estávamos extraindo óleo de algumas sementes, o professor nos disse que os ácidos graxos do óleo de abacate eram os que mais se aproximavam da composição dos ácidos graxos de nossa pele, por isso era excelente para formulações cosméticas.

Então, vamos a ele. O óleo de abacate é rico em várias substâncias medicinais. Lecitinas, fitoesteróis (beta-sitosterol especialmente), gorduras monoinsaturadas, vitamina A e um altíssimo teor de vitamina E, quase o dobro do óleo de semente de uvas. Vitamina que é um poderoso antioxidante, o qual inibe a formação de radicais livres, ajudando a diminuir os sinais do envelhecimento.

Em cosméticos, é usado puro ou diluído (2-6%) auxiliando no tratamento de rugas e estrias, pois ao estimular a síntese de colágeno, aumenta a quantidade de colágeno solúvel na derme, o que retarda a formação de marcas na pele. Também é excelente seu uso nos cabelos. Assim como é muito eficaz o uso de máscaras feitas com a própria fruta.

Continuar lendo

Novidade em Cosmética: Creme para câncer de pele pode tratar rugas, manchas e olheiras

Publicado por Renata Fraia

Em brancoTemos uma excelente notícia sobre cosmetologia para as “Marias” vaidosas. Um estudo de cientistas americanos comprovou que um creme usado para tratar lesões pré-cancerosas da pele formulado a partir da droga fluorouracil pode amenizar rugas, olheiras e manchas escuras.

O tratamento, que deverá ser acompanhado por um dermatologista ou cosmiatra, estimula a renovação celular da pele da mesma forma que a observada em peeling químico e utilização de laser e pode ser uma alternativa ou um complemento para tratar dessas queixas tão comuns entre as mulheres.

O artigo foi escrito pelos pesquisadores em Archives of Dermatology que fazem uma ressalva, sobretudo, para a não utilização da droga para finalidade unicamente cosmética, dizendo que ela pode causar forte reação na pele, conforme publicado na BBC Brasil.

A pesquisadora e líder da equipe de cientistas, Dana Sachs, da Escola de Medicina da Universidade de Michigan disse que o baixo custo do tratamento, se comparado com à aplicação de laser, fará muitos pacientes optarem pelo creme a base de fluorouracil. Porém, o resultado pode não ser tão eficaz como seria no tratamento com laser.

Via: BBC Brasil Imagem: Flickr